Main menu



Muitas pessoas subestimam a complexidade da perda auditiva. Eles olham para amigos ou familiares com perda auditiva e acreditam que o problema se trata apenas da compreensão da fala. A realidade da perda auditiva é que ela é uma doença crônica complexa. De fato, as estatísticas mostram que é a terceira doença crônica mais predominante atualmente.

Os impactos da perda auditiva têm se mostrado mais que uma capacidade auditiva reduzida, eles incluem aumento de depressão, ansiedade, frustração, fadiga, isolamento social, e afasta as pessoas de seus automóveis. Sim, é isso mesmo que você leu, muitas pessoas com perda auditiva param de dirigir, ou por falta de confiança ou muitas vezes porque não sabem que podem dirigir com a deficiência, isso mesmo! Portadores de deficiência auditiva podem dirigir, mesmo nos casos de surdez mais avançadas – elas podem conduzir automóveis, entretanto precisam obrigatoriamente portar aparelhos auditivos, além da CNH.


Segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), existem atualmente no Brasil cerca de 10 mil motoristas com deficiência auditiva. Mas apesar desse número alto, poucos desses deficientes realmente possuem a Carteira Nacional de Habilitação (CNH). Esse motivo pode ser por desinformação, medo de não conseguir e até mesmo falta de incentivo de pessoas próximas.

A lei prevê e assegura que o deficiente possa conduzir veículos automotivo conforme Resolução CONTRAN nº 80 de 19/11/1998:

  1. 2.3. Quando a juízo médico, o uso de próteses auditivas corrigir até os níveis admitidos nesta resolução a deficiência da audição, o candidato à obtenção ou renovação da Carteira Nacional de Habilitação poderá habilitar-se à condução de veículos automotores de qualquer categoria, nela constando a obrigatoriedade de seu uso.

  2. 2.4. Os veículos automotores dirigidos por condutores com deficiência auditiva igual ou superior a 40 decibéis, não passíveis de correção através de prótese auditiva, deverão estar equipadas com espelhos retrovisores nas laterais, esquerda e direita.

Conforme a Lei, é permitido a CNH para deficientes auditivos, mas é necessário que o motorista utilize um adesivo no veículo (com o símbolo internacional de surdez), além do próprio aparelho auditivo.

Pequenos, confortáveis e eficientes os aparelhos auditivos evoluíram muito em tecnologia na última década, assim como outros ramos de dispositivos que utilizamos no nosso dia-a-dia e na própria medicina, de modo que hoje os aparelhos auditivos mais simples comparam-se aos melhores utilizados há uma década. Atualmente, são digitais e não mais analógicos o que dá um conforto muito maior aos usuários.

Aparelhos auditivos ajudam os deficientes auditivos a tirar ou renovar CNH (carteira Nacional de Habilitação) mesmo sendo categoria profissional.

Mas um aparelho auditivo tecnologicamente avançado é muito caro?

Com certeza não!

Graças a vários Programas de Crédito de Acessibilidade, hoje ficou mais fácil adquirir produtos destinados a melhorar a qualidade de vida de pessoas com deficiência, como um aparelho auditivo.

O Banco do Brasil, por exemplo, oferece um Crédito de Acessibilidade por meio do qual é possível financiar com juros subsidiados mais de 250 tipos de produtos de tecnologia assistiva.

O Crédito pode ser contratado por pessoas físicas, correntistas do banco, com limite de crédito disponível e renda mensal bruta de até 10 salários mínimos. Ou pode ser utilizado o FGTS para aquisição de aparelhos auditivos. Em abril de 2018 foi publicado no Diário Oficial da União o Decreto nº 9.345, permitindo ao trabalhador com deficiência utilizar o Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) para a compra de órteses e próteses, entre elas aparelhos auditivos.

Os aparelhos auditivos estão ajudando centenas de pessoas a voltarem a conduzir automóveis, até mesmo profissionalmente, o UBER dos Estados Unidos desenvolveu uma funcionalidade especifica para condutores deficientes, isso foi possível porque os clientes pedem um carro e inserem seu destino pelo próprio aplicativo, assim não é necessário explicar o caminho ao motorista, que se guia pelo Waze. E no Brasil, deficientes auditivos portadores de aparelhos já estão se beneficiando com a inclusão. Segundo o diretor da Uber Fabio Sabba:

“Trabalhamos mostrar para pessoas com deficiência que a plataforma da Uber pode ser uma alternativa para gerar renda”

Mas fique atento! Recentemente saiu na mídia que uma pessoa foi multada por ser confundida utilizando aparelho auditivo com fone de ouvido que é proibido, infelizmente problemas como esses podem acontecer, mas saiba que é possível recorrer, o DETRAM já sinalizou essa possibilidade afirmando que casos como esses serão revistos.

Consulte nossos profissionais em nossas unidades. Eles estão preparados para orientar e apresentar as melhores soluções para escutar melhor.

Horário de Atendimento
Segunda a Sexta
das 8:30h ás 17:30h 
Sábado das 8:30h ás 12:00h

Rua: da Glória, 297 - Centro Cívico, Curitiba - PR
Tel: 41 3352-2611
WhatsApp: 41 8527-7680 / 41 9628-8421

Newsletter

Joomla Extensions powered by Joobi